sábado, junho 25, 2011

Amelia - Diana Palmer


Esse livro foi indicado pelas meninas @SuzanaPandora e @RafinhaSy, estavamos conversando sobre o jumento do Rodrigo Ramirez (Coragem) então elas me indicaram Amélia.

Como sempre a personagem principal do livro da Diana Palmer, veio ao mundo para comer pão que o diabo amassou, a “bola da vez” é Amélia, que sofre nas mãos de um pai que “pirou na batatinha”. Era um pai normal, até que ficou doente, ele tinha tumor no cérebro e a sua personalidade se modificou, era um pai amoroso e se tornou uma pessoa violenta.

Amélia Howard teve que se adaptar a essa nova personalidade do pai, para não apanhar como um cão sarnento. Todos pensavam que ela era uma mulher submissa, que aceitava todos os desmandos do pai, como ela sabia que ele estava doente aturava tudo.

King (Jeremiah Pearson Culhane) era um amigo de seu irmão, Quin, e sempre a tratou friamente, pois odiava aquela submissão. O doido do pai queria que ela se casasse com o irmão mais novo de King, pois a família Culhane era umas das famílias mais ricas do estado do Texas (USA). Amélia era apenas amiga de Alan Culhane, seu coração batia mais forte quando estava perto de King, que por sinal a tratava mal.

King não queria Amélia, mas não queria que seu irmão Alan a tivesse, então faz o que devia e que não devia para separá-los.

Nesse livro também há uma história paralela, entre Quin Howard, que um delegado e Mary, que é filha adotiva de um famoso bandido mexicano. A busca ao famoso bandido acaba conhecendo Mary e se apaixonando por ela, só que a profissão do seu pai é um empecilho para esse romance.

@SuzanaPandora e @RafinhaSy me disseram que King era pior que Rodrigo (Coragem), achei Rodrigo mil vezes pior, mas gosto por jumento é gosto e cada uma tem seu gosto pelo jumento(personagem) criado por Diana Palmer.

8 comentários:

Luna disse...

Olá Sol!


Desse livro eu vou passar longe! Já li muita coisa ruim sobre esse "jumento" (kkkkkkkkkk... Adorei o apelido!) e não quero odiar a Diana Palmer antes mesmo de conhecer melhor seus livros.


Bjs!

Juliana Vicente disse...

Eu tinha que comentar! Não aguento Diana e já ouvi falar tanto desse livro que sei que irei odiar... kkkk

Acho que Diana foi torturada quando criança.

Beijos

Beli disse...

Não passando na bendita cidade de Jacobsville, eu leio! Não gosto muito da Diana, mas as vezes quero ler só para ver que tipo de cavalo ela escreveu dessa vez...

Caramba! O jumento do Rodrigo não dá... aff! Cada coisa que faz com a pobre da Glory(mas essa é uma tonta, não tão tonta assim, né... mas eu queria que pelo menos uma vez na vida uma dessas "mocinhas" desse uma surra nesses jumentos, em vez de aceitar de boa tudo... ia, ser ótimo!!! kkkkk)

bjusss

Faby - Adoro Romances de Aracaju. disse...

Sol,

Tenho esse e-book mas vou esperar (e rezar) para sair em livro, pois não tenho tanta paciência mais pra ler no PC. kkkkk
Morro de vontade de ler esse livro e ver se Amélia faz jus ao seu nome! kkkk.
E King parece ser bastante malvado (uiiiiiii). kkkkk

Lariane disse...

hahahah li esse final de semana, e concordo q o Rodrigo não é o maior jumento da DP... E acredita que gostie do livro do Rodrigo.... hahahahah
Sou louca confessa pela DP.

Leninha - sempre romantica disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkk, rindo muito do gosto por jumentos da Diana.
Eu particularmente amo os cavalos dela, kkkkk

Rafinha disse...

kkkkkk...Ri muito Sô...
Eu amo Diana Palmer apesar de sempre querer matar os Jumentos(mocinhos) que ela cria.
Daqui a pouco vamos fazer uma lista com os piores Jumentos da DP.

Suzana, a Pandora disse...

Sô, leia o "Adorável" Texano (título original: Donavan) onde o jumento J.D. "Donavan" Langley dá coices memoráveis em Fay York e J.B. Hammock e não sei se vc já leu, mas “O Destruidor De Corações” (Heartbreaker) J.B. Hammock dá shows de humilhações em Tellie Maddox. ODEIO os dois!

Postar um comentário

Se o comentário for apenas propaganda de blogs, será excluído.